Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/12/18 às 8h31 - Atualizado em 11/12/18 às 13h49

Estudantes recebem premiação da OMDF

COMPARTILHAR

João Gabriel Amador, Ascom/SEEDF

 

 

Destaques na Olimpíada de Matemática do DF ganharam medalhas pelo bom desempenho

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

 

Os vencedores da 2ª edição da Olimpíada de Matemática do Distrito Federal (OMDF) receberam suas premiações na tarde desta segunda-feira (10). No total, 225 estudantes foram premiados no evento realizado no Museu Nacional.

 

Durante a cerimônia, os presentes foram surpreendidos pela presença do astronauta brasileiro Marcos Pontes, que fez questão de parabenizar os estudantes e compartilhar um pouco de sua trajetória. “Tive uma família simples, mas minha mãe sempre disse que poderia ser o que eu quiser, desde que estudasse, trabalhasse, persistisse. Esse incentivo dos pais é muito importante para o sucesso de jovens como esses que estão aqui”, narrou o futuro ministro da Ciência e Tecnologia.

 

Também presente no evento, o secretario de Educação do DF, Júlio Gregorio Filho, destacou a importância da ciência. “A matemática está por trás de tudo. E o desenvolvimento do país dependerá profundamente do conhecimento de vocês, estudantes”, ressaltou.

No total, mais de 10 mil estudantes participaram da OMDF, mas somente 225 alcançaram a premiação, sendo 100 destes das escolas públicas do DF.

 

Um dos destaques foi o Centro de Ensino Fundamental CASEB, com 25 medalhas conquistadas. Para a professora Cristina de Jesus Teixeira, o segredo do sucesso está na desmistificação da disciplina. “Há três anos criamos um projeto especial, chamado ‘Matemática para todos’ com intuito de mostrar que a os problemas matemáticos fazem parte do dia-a-dia e não são um bicho papão. Assim, despertamos o interesse deles e conseguimos bons resultados em provas como essa”, relatou a educadora, homenageada pelo trabalho desenvolvido.

 

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

A estudante Edylla Mara de Oliveira, 14 anos, é uma das participantes do projeto do CASEB e prova que matemática não é esse mistério todo. “Sempre gostei muito de números e de desafios. Acho muito legal ter esse incentivo na escola. Temos até uma Olimpíada de matemática interna que prepara a gente para outras provas”, contou a jovem que conquistou medalha de prata.

 

A amiga Ana Beatriz de Oliveira Castro, 14 anos, também acredita que matemática pode ser até um passatempo. “Gosto de resolver uns problemas até no meu tempo livre. E a professora instiga a gente a praticar diariamente. É uma sensação muito boa ser recompensada por essa dedicação”, explica a jovem medalhista de prata. Orgulho para o avô, Victor de Castro, presente na cerimônia. “Há 45 anos eu me formei no 1º grau no CASEB. É muito emocionante ver a conquista da neta pela mesma escola”.

 

A lista com todos os premiados está disponível no site da OMDF.