Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/03/20 às 14h57 - Atualizado em 25/03/20 às 14h41

Recesso de julho é antecipado

COMPARTILHAR

Escolas públicas e privadas terão aulas suspensas por mais 15 dias a partir desta segunda-feira (16). Creches vão funcionar

 

Da Redação, Ascom/SEEDF

 

A suspensão das aulas nas redes pública e privada de ensino do Distrito Federal foram estendidas por mais 15 dias, a partir desta segunda-feira, 16/3. A decisão do governador Ibaneis Rocha saiu na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) deste sábado, 14/3, e faz parte do conjunto de medidas de combate ao coronavírus.

 

Clique aqui para ver o decreto

 

As creches e os CEPIs vão funcionar normalmente. O secretário de Educação, João Pedro Ferraz, esclarece que eles não estão no decreto, já que não entram na categoria de escolas, além de serem unidades pequenas, com uma média de pouco mais de 150 crianças. Esta decisão vai ser mantida enquanto for possível, para evitar ainda mais dificuldades às famílias. A evolução da epidemia vai determinar as novas decisões.

 

Estes 15 dias são relativos à antecipação do recesso de julho, previsto no calendário escolar de 2020 para o período de 8 a 22 de julho. O novo período comeca nesta segunda-feira, 16, indo até a segunda-feira, 30.

 

Conforme a proposta, as aulas serão retomadas no próximo dia 31. Embora o calendário escolar deste ano esteja prevendo 14 dias de recesso em julho, o decreto determina que serão 15 dias. Portanto, as aulas serão retomadas na terça-feira, 31.

 

Dependendo do cenário de evolução da epidemia do coronavírus, este período poderá ser extendido por mais tempo. Por isso, as áreas técnicas vão dar início ao planejamento de metodologias alternativas às aulas presenciais.

 

Por fim, as áreas técnicas vão elaborar o planejamento da reposição de aulas, que, considerando-se o prazo do decreto, se restringem então aos dias 12 e 13 de março. Esta segunda-feira, 16/3, passa a contar dentro do período do recesso de julho que será antecipado e não mais da suspensão decretada na semana passada pelo governador.

 

A decisão do governador foi precedida de uma reunião na tarde desta sexta-feira, 13, entre o secretário de Educação, João Pedro Ferraz, e o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe-DF), Álvaro Domingues, com a participação dos subsecretários da pasta.

 

Todas as áreas da Secretaria estão reunidas para readaptar todas as agendas às datas previstas por determinação do decreto do governador.

 

Leia a circular dirigida às áreas da SEEDF.

 

______
Leia também:

Secretaria retifica prazo de suspensão das aulas