Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/12/18 às 16h56 - Atualizado em 11/12/18 às 13h56

Troca de experiências culturais com o Haiti

Da Agência Brasília

 

 

Representantes do país visitaram a Escola Classe 116 de Santa Maria nesta terça (4). Encontro faz parte do programa Embaixadas de Portas Abertas

 

Depois de visitarem a Embaixada do Haiti em novembro, alunos da Escola Classe 116 de Santa Maria receberam, nesta terça-feira (4), representantes da comissão diplomática.

 

Foto: Pedro Ventura, Agência Brasília

Com dança e apresentação instrumental, os estudantes mostraram parte da cultura brasileira aos visitantes.

 

Aluna do quinto ano, Érica Alves Moura, de 11 anos, participou das atividades.

 

“Fiquei muito feliz. Faço ginástica rítmica no centro olímpico e estava ansiosa para me apresentar”, disse após número de dança com fitas.

 

O encontro é parte do programa Embaixadas de Portas Abertas, que proporciona aos estudantes intercâmbio cultural por meio de visitas a embaixadas. Na iniciativa, as autoridades dos países visitados também são recepcionados nas escolas.

 

“Temos que aproveitar a oportunidade de aprofundar a amizade entre o Brasil e os países [com representação em Brasília]”, pontuou a colaboradora do governo Márcia Rollemberg.

 

Ministro conselheiro e encarregado cultural da embaixada, Jean Bernard Dejean agradeceu aos estudantes. “Vocês vão viajar, aprender, estudar e trabalhar. O mais importante é o que vocês fizeram hoje, receber pessoas com carinho, com coração aberto.”

 

A unidade de ensino recebeu uma placa indicando que a escola é parceira do programa. Já a embaixada ganhou um certificado. Os alunos presentearam os visitantes com um quadro desenhado e pintado por eles, com orientação dos professores.

 

A Escola Classe 116 de Santa Maria foi inaugurada em 1994 e tem cerca de 700 estudantes, do primeiro ao quinto ano.

O programa Embaixadas de Portas Abertas

O Embaixadas de Portas Abertas começou, como piloto, em 2015 e foi instituído oficialmente em 9 de agosto de 2017.

 

A iniciativa é uma parceria da Assessoria Internacional com a Secretaria de Educação e a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas.

 

As atividades integram o programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.